sexta-feira, 11 de junho de 2010

Dia dos Namorados...


 http://api.ning.com/files/Zo3glsu4E9YnyglaaSlPuCkP-vhCVLhYPTIKa552J-i7nYUmfj4oj17jTs57lAv-yhRC3MqjYxjbP6l8INt8U5kuSmZViBMC/cupido1786.jpg
Dia desses conversava com uma amiga sobre o quanto hoje em dia é difícil manter um casamento (com filhos) indo bem. 
Muito bem, obrigada!
Digo isso porque, a rotina não é fácil, o tempo voa e os valores de família, relacionamento, ética são constantemente colocados à prova. 
Li a coluna de Moacyr Scliar sobre o dia dos Namorados e citei alguns trechos que gostei.
"Existe um Dia dos Namorados, que é objeto de muitas celebrações (e motivo para comprar muitos presentes), mas não existe um Dia dos Casados. Será que tacitamente acreditamos que os casados não precisam celebrar, ou, diriam os mais maldosos, não têm o que celebrar?" 

"Talvez."
"Voltando à nossa constatação inicial, para os casados não há tal celebração. Claro, alguém poderia dizer que cada casal celebra o aniversário de casamento, sem falar nas bodas de prata, de ouro, disso, daquilo. Mas acho que existe aí uma sutil mensagem, da qual muita gente se dá conta. E a mensagem é a seguinte: o ideal é que casamento e namoro sejam uma coisa só. O ideal é que marido e mulher continuem se olhando com o mesmo encanto do começo da relação. O ideal é que todo dia seja Dia dos Namorados (o que não significa ir ao shopping todos os dias para comprar presentes). O ideal é manter, se não uma paixão abrasadora, pelo menos aquela terna e confiável afeição, aquela cumplicidade que está atrás de todo o matrimônio. Acho que Valentim concordaria com isso. E essa seria a visão que ele devolveria aos casados."
Felizes os casais casados que ainda namoram.
Feliz Dia dos Namorados...

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget