segunda-feira, 7 de março de 2011

Mercado de Trabalho X Maternidade...

[Maternidade+-+Lu+Lacerda+2007.jpg] 
 Na semana passada li um artigo que me fez lembrar  uma das situações que vivi em relação a fórmula "mercado de trabalho x maternidade".
Trabalhei muito tempo na área da comunicação e relações públicas...iniciei a faculdade e aí veio o casamento e os filhos. Não cheguei a me formar e acabei saindo do mercado de trabalho. O dia em que achei que estava pronta pra retornar fui em busca de oportunidades. Sempre fui muito bem recebida...Em uma das entrevistas adoraram o meu jeito, a minha aparência, a minha forma de comunicação e a minha experiência na área.
Pena que tudo acabou com um "sorriso amarelo", por parte de quem me entrevistava...Chegamos na parte em que disse "tenho dois filhos lindos". Final de entrevista...
Jamais trocaria a maravilhosa experiência da maternidade pelas exigências e preconceitos que o mercado de trabalho me impuseram.
Segundo o artigo, as preocupações por parte dos empregadores com relação à contratação de mulheres com filhos abrangem muitas causas, tais como:
"— “Elas podem mostrar menos comprometimento e flexibilidade do que os demais funcionários (37%)”
— “Elas podem deixar o emprego, logo após o treinamento para terem outro filho (33%)”
— “Elas podem estar desatualizadas na sua área de atuação (24%)”
No Brasil, os empregadores estão preocupados principalmente com a possibilidade de elas tirarem licença-maternidade para dar à luz a outro filho (39%) e de estarem desatualizadas profissionalmente (29%).
No fundo, os dados revelam um grande despreparo empresarial global. É mais do que tempo de adotarmos políticas de trabalho que levem em conta os prejuízos para os negócios ocasionados pela saída do mercado de trabalho de mulheres com alto nível educacional que optam por ter uma família."
Por Joji Ueno, ginecologista, diretor da Clínica Gera

Nenhum comentário: