domingo, 1 de dezembro de 2013

Sessão Patchwork- Constanza Pascolato...

Adorei a coluna de Constanza Pascolato, do "Meninas OnLine","Com Licença, Por Favor" ...Ela tem toda razão"...Quem sabe um milagre natalino em massa???rsrs... Retalhos...
Google Images
"Domingo passado estava escrevendo a coluna para a revista Vogue. Dia encoberto, meio chuvoso, quando, de repente, um automóvel passa em frente à minha casa com um som “pancadão” à toda!!!!
No relativo silêncio da tarde de feriado, o estrondo sonoro fez vibrar os vidros fechados. Era uma música no estilo do “Show das Poderosas” ou “Meiga e Abusada”, sucesso da influente Anitta, novo ícone popular!


Aquilo me fez pensar:

1) O passageiro do carro ficará surdo precocemente (com todo respeito, acho que ele merece)

2) O sistema cognitivo do mesmo ficará mais embotado ainda (também, com todo o respeito….)

3) Talvez eu, e companheiros de credo e formação estejamos realmente destinados à extinção!

Digo isto porque me ensinaram ser educada. Não invadir o espaço dos outros (que dirá ouvidos) é fundamental. A educação é a forma mais básica de demonstrar respeito pelo outro. E, quando nos empenhamos em praticá-la, estamos nos aperfeiçoando como seres humanos.

Ser educado é essencial para viver melhor, porque se trata de uma escolha determinante no tipo de contato que você mantêm com o mundo. Parece uma ideia óbvia, antiga até, mas a boa educação transformou-se num valor poderoso; anticonformista por ser diferente da maioria mal-educada. Pela urgência de tudo o tempo todo, vivemos em permanente risco de mostrar nossa ansiedade com ações e comportamentos descuidados.
Ser mal-educado é uma maneira desrespeitosa de agir e de se relacionar com as pessoas."
"Portanto concluo que a educação, hoje, é uma espécie de poder insurgente, em franca rebeldia com o status-quo!"

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget