terça-feira, 13 de maio de 2014

Sessão Patchwork- Carta para uma mãe que trabalha fora...

Assunto polêmico no meio materno...Voltar ao trabalho ou se dedicar integralmente para os filhos? Sou solidária às palavras de Carolyn...Os dois lados da maternidade...De um jeito ou de outro tudo se ajeita...Cada mãe com seu contexto, suas possibilidades, suas escolhas...Na íntegra...
 Imagem via Tumblr
"Eu sei que, às vezes, você é julgada por deixar seus filhos aos cuidados de outras pessoas para ir trabalhar. Algumas pessoas. inclusive, sugerem que você não ama seus filhos tanto quanto nós, mães em tempo integral, e que é melhor para as crianças ficar em casa com suas mães.
Como eles podem dizer isso de você? Eu sei que você ama seus filhos, tanto quanto qualquer outra mãe. Eu sei que voltar ao trabalho não foi uma decisão fácil. Você pesou os prós e contras, inclusive muito antes de você conceber um bebê. E esta foi uma das decisões mais importantes de sua vida.
Eu vejo você em todos os lugares. Você é a médica a quem eu levo os meus filhos quando eles estão doentes. Você é a alergologista do meu filho, aquela que diagnosticou a sua alergia a amendoim. Você é a fisioterapeuta que curou o meu  marido. Você é a contadora que fez as nossas declarações fiscais. A professora da escola primária do meu filho. A diretora do nosso centro de acolhimento de crianças. Professora de ginástica da minha filha. A corretora imobiliária que vendeu a nossa casa. E que tipo de mundo teríamos se você não estivesse lá por nós? Se você tivesse sucumbido às pressões daqueles que insistiam que lugar de mãe é em casa?
Eu sei que você analisa qualquer proposta de trabalho para ter certeza de que ele não irá prejudicar sua família. Eu sei que você acordar uma hora antes que todo mundo, pois só assim você tem tempo de fazer algum exercício e de ter alguns instantes de silêncio. Eu sei que você já participou de reuniões após ser acordado a noite toda pelo seu bebê. Eu sei que quando você chega em casa, à noite, o “segundo turno” começa. Os críticos não entendem que você cuida da sua família e cuida do seu emprego. Você chega em casa, faz o jantar, dá banho nos seus filhos e lê histórias para eles. Você os coloca na cama e os dá um beijo de boa noite.  Você paga as contas, faz as compras do supermercado, cuida da roupa e das refeições assim como qualquer outra mãe faz.
Eu sei que, muitas vezes, você se sente culpada por ficar muito tempo longe dos seus filhos e aí sacrifica o seu tempo livre. Eu sei que você não pode tirar um dia para si enquanto seus filhos estão na creche ou escolinha. Eu sei que você passou a aceitar que o trabalho é o seu ” tempo livre ” agora. Eu sei que, quando você está no trabalho, você não perde um minuto sequer. Eu sei que você almoça na sua mesa, não sai para tomar um café e é totalmente dedicada ao seu trabalho. Afinal, você escolheu estar lá.
Eu sei o quanto você é exigente com relação a quem cuida dos seus filhos e eu sei que você só deixa seus filhos em um lugar no qual você tem certeza de que eles são amados e bem cuidados. Eu sei que você passa muitos dias cuidando de seus filhos em casa quando eles estão doentes e assim sacrifica a sua remuneração. Eu sei que você gosta secretamente destes dias e se realiza em poder estar com seus filhos.
Eu sei que, às vezes, você se sente culpada por não estar lá o tempo, mas saiba que você está dando um exemplo maravilhoso para seus filhos. Você está mostrando a eles que uma mulher pode ter uma carreira, contribuir de alguma forma fora de casa e ainda ser uma mãe amorosa. Você está mostrando a suas filhas que elas podem fazer o que querem fazer de suas vidas. Você está exibindo a força, a resistência, a dedicação, a tenacidade e você faz isso com muita alegria e amor.
Eu apenas queria que você soubesse que eu entendo. Porque nós duas somos mães."

Fontes:
Textos originais: Carolyn, do blog The Healthy Doctor
Tradução: Shirley, do blog Macetes de Mãe

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget