segunda-feira, 18 de agosto de 2014

Sessão Patchwork- Fabrício Carpinejar...

Neste domingo dei muitas e boas gargalhadas lendo para meu marido a coluna do Carpinejar..."Está ferrado: ela sabe tudo"...E, não é que é verdade?!
"Homem finge que presta atenção, já a mulher finge que não presta atenção. Ela grava tudo o que está acontecendo. Não precisa de câmera pela casa se você está casado. Sua companhia não depõe as armas, não descansa os ouvidos, não perde uma conversa. Ela lhe cuida mesmo quando é indiferente, ela lhe observa mesmo quando vira as costas, ela lhe ama mesmo quando parece não amar. Homem realiza uma tarefa de cada vez, mulher jamais se contenta com uma tarefa. Na aula de yoga, ela estará se alongando perfeitamente, cantando o mantra, respirando como um monge e também conferindo o estado de suas unhas, qual brecha marcará a manicure, o que almoçará, o que falta entregar do trabalho. Homem preocupado não dá conta nem de sua cãibra. Descobrirá sua onipotência auditiva na discussão de relacionamento. Na briga, ela lembrará o que você jurava que passou em branco. Trará o que você tinha certeza de que ela não percebeu. Comentará o que você confiava que não tinha sido registrado. Homem acredita na impunidade de seus atos. Se aquilo não foi dito no calor da hora, então está livre do julgamento. Que nada! Não existe prescrição de crime no mundo feminino. Ainda que demore meses, anos, décadas, um dia ela vai pedir explicações. Toda esposa é a justiça encarnada. Se ela não falou no ato não significa que não viu, somente não quis falar. Guardará a cena para devolver no momento certo. Seu hábito não é desmascarar uma mentira, porém preparar o flagrante. Pode suar frio, ela sabe. Pode treinar no espelho, ela sabe. Pode forjar álibis, ela sabe. Pode ensaiar com os amigos, ela sabe. Pode esperar que ela sabe. Mulher controla os detalhes, as palavras, revisa as frases, testa coerência e continuidade do seu raciocínio em minutos, checa seus antecedentes, cruza dados e fotos, verifica suas pequenas mudanças de comportamento, compara situações e respostas do histórico da relação. Ela vem com um aplicativo da Polícia Federal a mais no seu DNA. Se está distraída, esteja convicto de que está disfarçando. Homem simula que escuta, pega a última frase que escutou e improvisa. Mulher faz o maior dos esforços para se mostrar desinteressada. Sua sensibilidade não sossega um minuto. É uma capacidade monstruosa e maravilhosa de nunca se ausentar. É pior do que escoteiro: sempre alerta. É evidente que sua concentração absoluta tem efeitos colaterais: o estresse, a irritabilidade, as longas enxaquecas. Mas são consequências naturais para quem fica ligada dia e noite nas movimentações do amor.
Não tem como enganar uma mulher. A única chance é ela se enganar por vontade própria. "

Nenhum comentário:

Ocorreu um erro neste gadget